História do Vidro

História do Vidro

Conforme narração do historiador romano Plínio, o vidro foi descoberto acidentalmente, graças a alguns mercadores fenícios que o introduziram por volta do ano 5000 a.C. Navegando pelo Rio Belo, na Síria, um navio de carga fenício transportava blocos de nitrato de sódio.

Em certo momento a tripulação resolveu aportar em uma praia, para descansar e se alimentar. Desembarcados, então, acenderam um fogão improvisado utilizando alguns blocos do nitrato de sódio para apoiar as panelas.

O “natrão” (nitrato de sódio) fundiu-se com a areia da praia pelo calor do fogo. Originou um novo líquido transparente formado dessa mistura.

Os romanos contribuíram muito, por volta do ano 100 a.C., para o desenvolvimento das indústrias do vidro. Iniciaram a produção de vidro por sopro dentro de moldes, aumentando em muito, a possibilidade de fabricação em série das manufaturas. Eles foram os primeiros a usar o vidro para janelas.

Além do método de fabricação, o vidro , é uma solução sólida resultante da solidificação progressiva, sem traços de cristalização, de misturas homogêneas em fusão, formadas principalmente por sílica, soda e cal.

 

Top